segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Explosão na Ilha do Boqueirão, Rio de Janeiro, 16 de julho de 1995

Do Blog:
Assisti a esse triste  episódio do Corredor Esportivo no Moneró na Ilha do Governador, na época eu servia na Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador - BFNIG (Antigo Batalhão de Serviços), o quartel mais próximo da Ilha do Boqueirão, que sofreu muitas avarias! Graças a Deus era um feriado (se não me falha a memória um domingo), tinha poucos militares a bordo, praticamente, a divisão de serviços.
Lucio Lucena.


Reportagens do RJTV e do Jornal Nacional, no dia do acidente, sobre a explosão no depósito de munição da Marinha na Ilha do Boqueirão, vizinha à Ilha do Governador, causando pânico e estilhaçando vidraças em diversos bairros do Rio de Janeiro num raio de 20 Km de distância.

8 comentários:

vieira junqueira disse...

COM MUITO ORGULHO AJUDEI A RECONSTRUIR, MAIS SO JOWANE, E SO AT-VERANO , SOB A COORDENAÇAO DO DOCM, DIRETORIA DE OBRAS CIVIS DA MARINHA, DE 96 A 98

Luiz Galvão disse...

Eu estava de serviço , era um domingo eu servia na Base de Fuz, vi o pânico de perto.

João Bonifácio disse...

Domingo a tardinha, preparava pra ir a missa. Muito corre corre na ilha. Caiu granada até no alojamento dos Sgs alunos Ap.

Anônimo disse...

Meu pai estava de serviço nesse dia, Cb AR Carlos, 4 dias depois veio a falecer no marcilio dias com complicações do impacto das explosões, nunca conheci nenhum amigo dele para que pudesse conversar. se alguém conhecer gostaria que pudesse fazer o contato comigo no email sgtmatos@r7.com. Obrigado

Vinicius Amaral disse...

Meu pai estava de serviço nesse dia, Cb AR Carlos, 4 dias depois veio a falecer no marcilio dias com complicações do impacto das explosões, nunca conheci nenhum amigo dele para que pudesse conversar. se alguém conhecer gostaria que pudesse fazer o contato comigo no email sgtmatos@r7.com. Obrigado

Phillippe Oliveira disse...

Meu pai na época servia no antigo batalhão deserviços,hoje atual BFNIG me lembro bem estávamos voltano de viagem no dia.

Anônimo disse...

Eu servia lá nessa época e estava de serviço no dia seguinte! Cheguei a ir até o portão do bananal naquela noite por preocupação c os companheiros que estavam de serviço. Continuei servindo até abril de 96. Na época não tive notícias de que morreu alguém. Conhecia muito bem a toda tripulação pq já estava ali desde 92.
Sd fn cardoso

tavinholeite disse...

Eu estava de seri¢o na ilha de hanqueta com mais três Fuzileiros. Só quem estava lá sabe do que estou falando. Gra¢as à Deus todos bem e hoje tenho uma história pra contar pra meus familiares.