terça-feira, 8 de agosto de 2017

8/AGOSTO - Dia Nacional de Combate ao Colesterol

Muito se ouve falar sobre colesterol, mas poucas pessoas sabem o seu real significado e sua importância. O colesterol é um tipo de substância gordurosa, encontrado naturalmente no corpo humano e fundamental para o funcionamento do nosso organismo.
No dia 08 de agosto é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, uma excelente oportunidade para falarmos sobre a importância de adotarmos bons hábitos alimentares. Cerca de 70% do colesterol presente no organismo é produzido pelo fígado, enquanto o restante se origina da alimentação.
É sabido que existe enorme volume de informações sobre alimentação adequada, porém, é complicado elaborar dietas equilibradas sem a devida orientação profissional. Entretanto, vale relembrar algumas dicas importantes:
- Croissant, brioche, leite condensado, patês, maionese, peixe frito, camarão, polvo, lulas, carne de pato, ganso e aquelas que contenham gordura visível, pastéis, gema de ovo, bacon, toucinho, torresmo, manteiga, frituras em geral, salsicha, salame, linguiça, pudins e molhos à base de natas, chocolate e café expresso são alimentos que contém quantidade significativa de gordura e, consequentemente, aumentam as taxas de colesterol;
dê preferência ao pão e cereais integrais, leite e iogurte desnatados, queijo branco, ricota, peixes e carne de aves sem pele, caldos e sopa de vegetais, legumes, feijões secos, lentilhas, ervilhas, batatas cozidas e frutas frescas ou desidratadas;
substitua as sobremesas e refrigerantes por gelados à base de água, gelatinas, salada de frutas, chá, água e sucos de frutas natural e sem açúcar; e
intensifique a alimentação no período da manhã, pois você desempenhará algum tipo de atividade física no decorrer do dia.
O colesterol “bom” e o colesterol “ruim”
Na corrente sanguínea, o colesterol circula no interior das artérias, que são os vasos responsáveis por levar o sangue aos órgãos e tecidos. Como o colesterol não se dissolve no sangue devido a sua composição gordurosa, ele necessita ser transportado pelas chamadas lipoproteínas. A HDL, também chamada de “colesterol bom”, tem a função de retirar o colesterol dos tecidos e levá-lo até o fígado para eliminação. A LDL e a VLDL, conhecidas como “colesterol ruim”, levam o colesterol para as células e facilitam a sua deposição na parede das artérias.
As elevadas concentrações de LDL e VLDL estão associadas à deposição de gordura na parede das artérias, resultando na formação de placas de gordura. O estreitamento e a obstrução das artérias pelas placas de gordura podem causar diversas doenças, dentre elas o infarto do coração e os acidentes vasculares cerebrais (derrames), frequentemente fatais. Outros fatores de risco associados, muito comuns nos dias atuais, tais como o sedentarismo, tabagismo, obesidade, diabetes e pressão alta, podem favorecer o surgimento precoce destas doenças.
A elevação das taxas de “colesterol ruim” geralmente não provoca qualquer sintoma. Por tratar-se de uma alteração silenciosa, é importante realizar o lipidograma, que é o exame de sangue que mede os níveis de colesterol, possibilitando o adequado tratamento e a prevenção das doenças causadas pelo seu descontrole.
Marcelo Cerentine Garcia
Capitão de Fragata (Md)
Chefe do Departamento de Auditoria Médico-Pericial
Centro de Perícias Médicas da Marinha
Fonte: Saúde Naval

Nenhum comentário: