sexta-feira, 28 de junho de 2019

A diferença entre beber socialmente e diariamente é grande

      Saúde Naval 
   - A diferença entre beber socialmente e diariamente é grande. Falar sobre o consumo de álcool é importante, mas pode ser de forma leve e divertida.
   Por isso, no dia 20 de julho, visite o estande do Saúde Naval no 14º Festival Âncora Social na Casa do Marinheiro e prove um drink sem álcool. Essa é apenas uma das atividades que preparamos para você. É possível ser feliz e saudável ao mesmo tempo. Traga a família e divirta-se! 
   Acesse: www.saudenaval.mar.mil.br
   Extrato do BONO Nº 543 DE 28 DE JUNHO DE 2019

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Entrevista com Gen Roberto de Pessoa - Pqdt 01

Entrevista com o General Roberto de Pessoa, o primeiro paraquedista militar do Brasil. Um grande exemplo de militar e fonte de inspiração para os novos paraquedistas militares do Brasil.
O Paraibano General Roberto de Pessôa, morreu na madrugada do dia 17/SET/2010 no Rio de Janeiro, aos 100 anos ...
Que o Bom Deus o tenha no Batalhão da Eternidade...

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Conheça a rotina dos adaptandos do Colégio Naval

Quer seguir uma carreira na Marinha do Brasil? Uma das portas de entrada é o Colégio Naval, referência no Ensino Médio do país, cuja missão é assegurar o preparo intelectual, físico, psicológico, moral e militar dos alunos, e incentivá-los para a carreira naval.

Ministério da Defesa aguarda o alistamento militar de mais 200 mil jovens

Publicado: Quarta, 26 de Junho de 2019, 08h00
   Brasília, 26/06/2019 - A poucos dias de encerrar o prazo para o alistamento militar, a expectativa do Ministério da Defesa é receber ainda a inscrição de cerca de 200 mil jovens. Até o momento, aproximadamente 1,6 milhão realizaram o alistamento, informa o coordenador da Seção de Serviço Militar do Ministério da Defesa, Coronel Fernando Penasso.
   A inscrição pode ser feita de qualquer região do país nas Juntas do Serviço Militar, até a sexta-feira (28), ou pela internet, acessando o site: www.alistamento.eb.mil.br, o prazo encerra no domingo (30). Para a inscrição presencial, no caso de o jovem ter dificuldade de acesso à internet, basta comparecer à Junta Militar mais próxima e levar certidão de nascimento ou carteira de identidade ou de motorista, duas fotos 3x4 recentes e o comprovante de residência. No local, preenche o formulário para validação dos dados pessoais. 
   “Quem perder o prazo e não realizar o alistamento militar fica sujeito ao pagamento de multa de R$ 4,32 e não consegue obter passaporte, carteira de trabalho, registro de diploma de profissões liberais, fazer matrícula ou inscrição em concursos públicos”, destaca o Coronel Penasso.
   Após o prazo do alistamento, 90 mil jovens serão incorporados em organizações militares da Marinha, do Exército ou da Aeronáutica. Os convocados recebem o fardamento e vencimento mensal. “Durante a prestação do serviço militar obrigatório, com duração de um ano, terá direito à assistência médica e odontológica”, completa o coordenador do setor. 
No Brasil, os jovens do sexo masculino que completam 18 anos, em 2019, devem realizar o alistamento. Para tirar dúvidas sobre esse processo, os interessados podem acessar a página do alistamento online e clicar no ícone Perguntas frequentes, que fica localizado no canto superior da página.

Por Lane Barreto
Foto: Tereza Sobreira
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Nota à Imprensa - Ministério da Defesa

Publicado: Terça, 25 de Junho de 2019, 11h46

Brasília, 25/06/2019 - O Ministério da Defesa informa que, nesta terça-feira (25), foi detido no aeroporto de Sevilha, Espanha, um militar da Aeronáutica por suspeita de envolvimento no transporte de substância entorpecente.
Os fatos estão sendo apurados e foi determinada a instauração do Inquérito Policial Militar (IPM).
O Ministério da Defesa e o Comando da Aeronáutica repudiam atos dessa natureza e darão prioridade para elucidação do caso, aplicação dos regulamentos cabíveis, bem como colaboram com as autoridades.
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

terça-feira, 25 de junho de 2019

Aniversário do Clube Carioca da Cachaça (CCC)

Nota do Clube:
OUVERT
É neste sábado 29/06 a partir de 12h degustaremos em alto estilo a nossa brasileiríssima bebida no L'Entrecôte de Paris.
Degustação Cachaças: Sta Rosa e Cana da Terra
Convite individual • R$30,00 incluído 1 drink de brinde da “A louca da cachaça”.
O L'Entrecôte montou cardápios especiais de comidinhas e drinks com preços bem acessíveis. 
Não esqueça de vestir a camisa do clube para ganhar o copinho comemorativo de aniversário do CCC. 🥂
“A louca da cachaça” Cecília Helena já confirmou presença no encontro e vai aproveitar para apresentar o seu novo canal no YouTube. O brinde de apresentação fica por conta do Mixologista Walter Garin.

Data • 29 de Junho | Sábado
Horário • a partir de 12h
Local • R. Prudente de Moraes, 1387
Ipanema [metrô N. S. da Paz]

Venha viver esta experiência, comemorar com o CCC, degustar boas cachaças e renovar as amizades etílicas.
Cachaça, se beber, bem!
Se não beber, amém!

Festa de Confraternização da Praças do CFN - 2020

Ai Combatentes, a sonhada  Festa de Confraternização das Praças do Corpo de Fuzileiros Navais, alusiva ao 212º Aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) será realizada no dia 21MAR2020 (sábado), às 20h. As Praças que desejarem aderir, optando pelo desconto em Bilhete de Pagamento (BP), é só seguir as orientações abaixo.
Boa confraternização!
CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR
Fonte: BONO Nº 526 DE 25 DE JUNHO DE 2019

domingo, 23 de junho de 2019

Teste de Perversão...

PROCURE UM MÉDICO URGENTE...
   Se você viu alguém pelado nessa foto pode procurar um especialista pois você é na verdade um(a) pervertido (a)!
   Na verdade, a mulher que parece estar sem roupa está atrás da gordinha, e o que parece ser o corpo dela é o braço da gordinha! 
VÁ SE TRATAR!

sexta-feira, 21 de junho de 2019

O que fazer quando uma pessoa não gosta de você?

   Achei este texto muito interessante e muito oportuno pra muita gente! Não poderia deixar de postar. 
Faça bom proveito. 
ADSUMUS!

Aprenda a lidar com a rejeição no ambiente de trabalho ou entre amigos e familiares.
ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 08/06/2015
Adriana de Araújo PSICÓLOGO - CRP 56802/SP
ESPECIALISTA MINHA VIDA
Você sabe que não vai agradar a todos, mas mesmo assim, se sente mal com a não aceitação de algumas pessoas - seja na paquera, no trabalho, na relação pessoal ou familiar. O que está por trás desse seu sentimento? O que vem a sua mente quando pensa nisso? Peço que se concentre agora por alguns instantes e avalie o que você sente. Algumas pessoas se percebem inseguras e imaturas para seguir a diante. Qual é o seu caso? Você abre mão da tentativa de influenciar o outro e querer provocar uma mudança ou acaba usando sua energia para conquistar e fazer com o que outro goste de você sem medir esforços, até mesmo passando do seu limite?
Para alguns é muito difícil lidar com a reprovação. De fato, ninguém gosta muito de não ser aceito. É um feedback que pode ser entendido como: se não agrado é porque estou fazendo algo errado. Esse sentimento é um tempero perigoso nas relações, pois quanto mais essas pessoas são rejeitadas, mais são capazes de se empenhar para chamar atenção. Esse tipo de comportamento pode ser negativo, uma vez que as atitudes tomadas na ideia de agradar podem sufocar a outra pessoa. Ações como ficar muito próximo, insistir, querer agradar excessivamente, cobrar atitudes, reclamar da não aceitação, querer explicação e exagerar nas ações são alguns exemplos desse exagero. As pessoas geralmente gostam de equilíbrio, e ao perceber esse descontrole do outro acabam se afastando ainda mais.
Isso acontece, de modo geral, quando as pessoas perdem o foco do que é importante para elas. Com isso, as pessoas se perdem na avaliação alheia, que nesse caso é a rejeição. Indivíduos com baixa autoestima tendem a sofrer mais com isso. Pessoas inseguras que não sabem bem como agir e se confundem no que é certo e errado de suas ações são mais suscetíveis a lidarem mal com essa situação.
Quem não aceita que uma pessoa possa não gostar dela acaba demonstrando desequilíbrio na relação, pois quer controlar inclusive a opinião dos outros, muitas vezes, impondo o seu jeito de ser ou fazendo o oposto (que também não vai bem) sendo extremamente submissa, aceitando tudo que não se deve aceitar em nenhuma relação somente com a esperança (errônea) de aceitação. O auto respeito e amor próprio devem prevalecer sempre.
Pessoas com essa dificuldade podem tentar se adequar ao outro ou ao grupo em que se encontram exagerando suas ações. Com isso perdem a espontaneidade, que é uma das chaves para o bom relacionamento, e vivem a sombra de ações copiadas dos outros. A ideia é agradar, mas não é o que acontece.
Para contornar essa situação, o mais adequado é: 
Analisar a situação e a relação 
Entender se você pode fazer melhor 
Se você fez algo que desagradou a outra pessoa, por exemplo, avalie se pode agir diferente, se deve desculpas ou se pode corrigir de alguma maneira sua ação. 

SAIBA MAIS 

Tenha em mente que você deve fazer a sua parte e somente isso. O outro tem a responsabilidade de igual obrigação de fazer a parte dele. Faça a sua. De resto, não há nada a se fazer. Não há como agir pelo outro sem que ele peça sua ajuda. Pense sobre igualdade de reciprocidade. Viva sua vida no encontro do equilíbrio das relações. Não dê migalhas nem aceite isso de ninguém.
Para colocar isso tudo em prática, às vezes é preciso uma orientação profissional para que você possa aprender a mudar e agir diferente. Psicólogos, hipnólogos e coachs são excelentes para contribuir no estabelecimento de metas e comportamentos direcionados para ação eficaz.

terça-feira, 18 de junho de 2019

Navio de Assistência Hospitalar Doutor Montenegro

MISSÃO E ATIVIDADES DESENVOLVIDAS
Os Navios de Assistência Hospitalar (NAsH) têm por missão realizar atendimentos médicos e odontológicos nos “Pólos de Saúde”, por meio das Operações de Assistência Hospitalar (ASSHOP) às populações ribeirinhas, a fim de implantar uma mentalidade de saúde e cuidados de higiene, além de manter uma vigilância epidemiológica e combater endemias. As operações assistenciais na região amazônica tiveram início em 1984.
Os Navios prestam atendimento às populações ribeirinhas por ocasião de suas passagens pelas localidades. A cinemática, para tal atendimento, é feita de acordo com a programação estabelecida pelo Comando do 9º Distrito Naval e pelo Comando da Flotilha do Amazonas. A bordo, há uma equipe de saúde que atua nas áreas médica e odontológica, podendo realizar exames laboratoriais de análises clínicas, dermatológicos e radiológicos, além de partos vaginais, pequenas cirurgias, tratamento odontológico e vacinação em larga escala.
Com a parceria entre a Marinha do Brasil e o Ministério da Saúde, promove-se, a cada ano, atendimento aos seguintes “Pólos de Saúde”: Amazonas / Tapajós / Trombetas / Nhamundá / Paraná do Ramos; Juruá "A"; Juruá "B"; Juruá "C"-Acre; Madeira; Negro / Branco; Purus "A"; Purus "B"; Purus "C"-Acre; Solimões "A" / Japurá / Aranapú / Auti-Paraná / Paraná do Copeá; Solimões "B" / Iça / Javari; e Xingú / Jarí / Marajó / Tocantins.
Além do acima exposto, o NAsH Doutor Montenegro, especificamente, de acordo com o contrato de cessão de uso assinado entre a Marinha do Brasil e o Estado do Estado do Acre, realiza às ações de assistência à saúde das populações ribeirinhas, da região Amazônica, em especial ao Estado do Acre. A primeira comissão ao Estado do Acre durou 4 meses e foi denominada de Comissão Acre I, na qual o Navio foi até Marechal Thaumaturgo, quase fronteira com o Peru. Desde então, esta comissão é realizada nos mesmos moldes, sempre aproveitando o período de cheias do rio Juruá, que é de novembro até maio.

HISTÓRICO
O Hospital Fluvial Dr. Manoel Braga Montenegro terminou de ser construído em janeiro de 1997, sob encomenda do então Governador do Estado do Acre o Sr. Orleir Messias Cameli, no estaleiro Conave, em Manaus, sendo entregue na cidade de Rio Branco-AC. Viajou, então, quatro meses pelo rio Envira, estabelecendo-se na cidade de Feijó-AC por oito meses. Após este período viajou por cinco meses no alto Juruá, estabelecendo-se na cidade de Marechal Thaumaturgo. De novembro de mil novecentos e noventa e oito a janeiro de dois mil ficou sediado em Cruzeiro do Sul-AC.
Após entendimentos entre o Ministério da Saúde, o Governo do Estado do Acre e o Comando da Marinha do Brasil ficou decidido que o Navio seria transferido para Marinha por contrato de Cessão de uso a ser celebrado entre esta e o Governo do Estado do Acre. Em três de janeiro do ano de dois mil foi iniciado o reboque do Navio entre as cidades de Cruzeiro do Sul-AC e Belém-PA, tendo o mesmo atracado na Base Naval de Val-de-Cães em dezessete de janeiro do mesmo ano, onde tiveram início as obras de transformação, reparos e instalações de novos equipamentos, com o propósito de alcançar os requisitos de segurança exigido para ser incorporado pela Marinha do Brasil.
Em dois de maio do ano de dois mil, após o período de conversão o Navio de Assistência Hospitalar Doutor Montenegro desatracou da Base Naval de Val-de-Caes rumo a Manaus. Às 10:00 horas do dia dezenove de maio do ano de dois mil, na Estação Naval do Rio Negro, em Manaus, em cerimônia de mostra de armamento, presidida pelo Exo Sr. Almirante-de-Esquadra José Alberto Accioly Frageli, Chefe do Estado-Maior da Armada, foi incorporado o Navio à Marinha do Brasil de acordo com a portaria número cento e cinquenta e sete, de dezessete de maio de dois mil, do Comandante da Marinha, do que, para constar, mandou que fosse lavrado o termo, conforme dispõe a Ordenança Geral para o Serviço da Armada, artigo 1-3-2, assumindo o Cargo de Comandante do Navio o Capitão-de-Corveta Carlos Emmanuel Rodrigues da Silva.

NOME (EXPLICAÇÃO OU QUEM FOI)
A Marinha do Brasil escolheu para ser o nome do “Doutor Montenegro”, sendo o primeiro Navio da Armada a receber este nome.
O nome “Doutor Montenegro” é uma homenagem ao ilustre médico acreano Doutor Manuel Braga Montenegro, um homem simples, de poucas e boas palavras e sempre disposto ao trabalho. Assim, pode-se definir o perfil do médico Manoel Braga Montenegro, o doutor Braga, nascido na cabeceira do rio Liberdade em 14 de março de 1927, filho de uma família de imigrantes cearenses, doutor Braga é o mais velho dentre os seis filhos deste casal. Aos nove anos deixou sua terra natal em busca de uma educação de melhor qualidade, indo para a cidade de Manaus-AM, onde cursou os estudos até o ginásio. Depois foi para Fortaleza e Recife e em seguida para Belo Horizonte, onde fez o curso de medicina na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, sendo um dos formandos da primeira turma da faculdade no ano de 1956.
Em 20 de outubro de 1957, retornou para Cruzeiro do Sul-AC, onde começou a trabalhar como médico no posto de saúde, que funcionava no local onde hoje é a agência do Banco do Brasil, e também prestava assistência à pessoas contaminadas pela Hanseníase, que viviam isoladas nos rios da região. Com a inauguração do Hospital Geral de Cruzeiro do Sul, passou a trabalhar nele.
Doutor Braga é casado com a cruzeirense Maria Lúcia de Oliveira Montenegro, devido à idade avançada e aos derrames sofridos, doutor Braga não está mais atendendo a população.

MASCOTE E LEMA
Devido ao seu formato de caixote e sua baixa velocidade de subida dos rios da Amazônia foi apadroado com o apelido carinhoso de Tracajá, e por seu grande período de navegação no rio Juruá, passou a ser chamado de Tracajá do Juruá, consolidando com isso o Tracajá, como seu mascote e tendo como lema a frase “Saúde Sem Limite”.

HERÁLDICA

Seu Brasão tem o seguinte significado, num pentágono formado de cubos e encimado pela coroa naval, em campo de prata, três montes, unidos de negro, cortado de azul com cruz ancorada, de verde, carregada com o símbolo do Esculágio, de ouro. Os três montes em campo de prata, atributos da família Montenegro, originária da Galícia, aludem às origens do Dr. Manoel Braga Montenegro, enquanto no cortado azul, esmalte clássico da Marinha, a cruz carregada do símbolo do Esculágio reporta-se aos serviços hospitalares prestados pelo Navio em apreço.

domingo, 16 de junho de 2019

CONTA E TEMPO

Deus pede estrita conta de meu tempo.
E eu vou do meu tempo, dar-lhe conta. 
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta 
Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo? 

Para dar minha conta feita a tempo, 
O tempo me foi dado, e não fiz conta, 
Não quis, sobrando tempo, fazer conta, 
Hoje, quero acertar conta, e não há tempo. 

Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta, 
Não gasteis vosso tempo em passatempo. 
Cuidai, enquanto é tempo, em vossa conta! 

Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo, 
Quando o tempo chegar, de prestar conta 
Chorarão, como eu, o não ter tempo... 

Frei António das Chagas, in 'Antologia Poética'

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Marinha do Brasil é homenageada em sessão solene na Assembleia Legislativa.

Redação/Portal de notícias e fotojornalismo Natal/eliasjornalista.com
A Marinha do Brasil foi homenageada na manhã desta quarta-feira (12) na Assembleia Legislativa. Proposta pelo deputado Coronel Azevedo (PSL), a cerimônia contou com representantes do Governo do Estado, da prefeitura de Natal e autoridades da Marinha, além do deputado Kleber Rodrigues (Avante). Coronel Azevedo aproveitou para desejar boas-vindas ao Vice-Almirante Alan Guimarães Azevedo, Comandante do 3º Distrito Naval, com sede no Rio Grande do Norte e responsável pela proteção do mar territorial do Ceará à Alagoas.
“Preservar instantes gloriosos de nossa pátria é garantir a cada brasileiro a honra de compartilhar de momentos de bravura, coragem e civismo, componentes fundamentais da personalidade de nosso povo”, destacou o parlamentar. O deputado relatou em seu discurso a importância dos trabalhos executados pela marinha. “A Marinha do Brasil tem desempenhado suas atribuições com eficiência e eficácia, garantindo a segurança do nosso país pelas vias marítimas, fluviais e lacustres. Participa de programas, exercícios e missões internacionais. É o recurso para atuação em situações de socorro e resgate no mar. Desenvolve trabalhos cívico social, atua em ações e Operações para a Garantia da Lei e da Ordem. Integra programas de desenvolvimento científico e tecnológico, dentre muitas outras atribuições e responsabilidades”, disse Coronel Azevedo.
O parlamentar encerrou seu discurso citando as palavras de Francisco Manuel Barroso da Silva. Segundo ele, Francisco foi um grande artífice e estrategista da Batalha do Riachuelo. “As palavras foram decisivas no calor da peleja: o Brasil espera que cada um cumpra o seu dever. Sustentar o fogo que a vitória é nossa. Essas são palavras atuais e oportunas agora, que lutamos pela reconstrução do Brasil, pela sua libertação plena, pelo seu renascimento, pela sua postura cidadã e honrada, como são honrados todos os guerreiros da Marinha, que homenageio nesta hora”, destacou Coronel Azevedo.
O vice-Almirante Alan Guimarães Azevedo, representando a Marinha do Brasil, foi homenageado na solenidade e falou aos presentes que a Batalha do Riachuelo é exemplo até hoje para a Marinha brasileira. “Esta é a nossa Marinha, que foi formada e amadurecida em combate, uma Marinha comprometida com manutenção da soberania e integridade do país, uma Marinha com ativa participação na formação da nacionalidade, assim foi antes de Riachuelo e após, assim continua sendo nos dias de hoje e será sempre pois o patrimônio de valor e profissionalismo exemplo de Riachuelo é o faro que guia todos nós marinheiros e fuzileiros na nobre missão da defesa da pátria”.

Com informações da Assecom/ALRN
O Comandante do 3ºDN, Vice Almirante ALAN, recebe a placa comemorativa do deputado Coronel Azevedo.
 Fonte: Eliasjornalista.com

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais promove Workshop de Operações Humanitárias e Cooperação com a Defesa Civil

Da esquerda para a direita: CMG(FN) Xérem, Comandante do Centro de Defesa NBQR; CMG (RM1-FN) Jeferson, Moderador e Chefe do Depto de Acompanhamento do CDDCFN; Col. Golan Vach, NRU Commander e LTC Dr. Nehemia Blumberg - os dois últimos das Forças de Defesa de Israel

De 27 a 29 de maio, foi realizado o primeiro Workshop de Operações Humanitárias e Cooperação com a Defesa Civil, promovido pelo Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (CGCFN). Dentre os temas abordados, foram destacadas as ações empenhadas nas principais operações de ajuda humanitária ocorridas recentemente, como o rompimento da barragem em Brumadinho (MG).


Evento selou um ciclo de lições aprendidas e intercâmbio de conhecimentos
   O Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN) foi o local escolhido para receber os representantes dos Corpos de Bombeiros Militares do Rio de Janeiro e de Minas Gerais e das Forças de Defesa de Israel que juntos debateram temas nas áreas de comando e controle, inteligência, redução de danos e defesa nuclear, biológica, química e radiológica (NBQR) nas várias ações de ajuda humanitária dos últimos anos.
   “A ideia de fazer esse Workshop veio da atuação conjunta dos nossos Fuzileiros Navais com os Bombeiros do Rio e de Minas e da nação amiga de Israel em ajuda ao povo de Brumadinho. Temos a certeza de que tudo o que foi captado nesses três dias faz parte de um processo de geração e multiplicação de conhecimento que será levado aos nossos cursos e adestramentos”, enfatizou o Comandante-Geral do CFN, Almirante-De-Esquadra (FN) Alexandre José Barreto de Mattos.
   Dentre os palestrantes presentes estavam os Comandantes-Gerais do Corpo de Bombeiros do RJ, Cel BM Robadey; e de MG, Cel BM Estevo. Pela representação de Israel, palestrou o Coronel Golan Vach, Comandante do Home Front Command, Unidade das Forças de Defesa de Israel.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

45º Encontro de Veteranos do CFN - EM VÍDEO

4, Maio 2019. Bastidores do 45º Encontro de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais. 

   Este vídeo foi gravado e disponibilizado pelo Veterano Coimbra que mora nos Estados Unidos, mas veio prestigiar esse tradicional evento de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN).
   Parabéns Coimbra, não existe distância para um verdeiro Combatente Anfíbio que com muita honra ostenta o nosso tradicional estandarte do CFN.
ADSUMUS! 

terça-feira, 11 de junho de 2019

Time da Viagem de Ouro de 1973

   Time do Custódio de Melo 2 x 1 Espanhol, Estádio Sarriá, Barcelona, Espanha. Viagem de Ouro 1973.
   Em pé: Cap. Balussier, Ataíde, Joãozinho, Oldair, Ernesto, Gonçalves, Vogas, Sg Dantas e Souza. Agachados, Adjardo, Sidnei, Antunes, Gilmário e Carlos Alberto.
Informação e foto: Paulo Ernesto. 

Mensagem do Senhor Presidente da República - Data Magna Marinha.

   Extrato do BOLETIM DE ORDENS E NOTÍCIAS Nº 479 de 10 de junho de 2019 da  MARINHA DO BRASIL.
   COMANDANTE DA MARINHA BRASÍLIA, 
DF. Em 11 de junho de 2019. 
   Assunto: Mensagem do Senhor Presidente da República por ocasião da comemoração do 154º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, Data Magna Marinha.
   Nesta data solene, celebramos o 154º Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, evento decisivo para a vitória na Guerra da Tríplice Aliança. As glórias militares do passado, sempre associadas à defesa da soberania nacional e integridade territorial, permitem uma melhor compreensão de quem realmente somos e nos oferece a convicção da nossa capacidade de superar desafios na busca de um futuro promissor. Nesse contexto, a cada ano, com grande satisfação, trazemos à mente um dos mais admiráveis fatos da história nacional. 
   Reverenciar a Data Magna da Marinha é homenagear os homens e as mulheres da Força Naval, heróis de sempre, que se dedicam ao serviço da Pátria no mar e em águas interiores. Naquela ocasião, valorosos brasileiros não temeram por suas vidas ao defender o invicto pavilhão auriverde. Nomes como o do Almirante Barroso, do Guarda-Marinha Greenhalgh e do Marinheiro Marcílio Dias ecoam em nossa história como símbolos de patriotismo. 
   A decisiva contribuição da Marinha para o desfecho exitoso daquela campanha foi apenas o prelúdio de sua ativa participação na trajetória do nosso País. Hoje, a Marinha continua a contribuir para a defesa dos interesses do Brasil diante de múltiplas ameaças. 
   A leste, nossa Força Naval zela por mais de 5.7 milhões km² de Amazônia Azul, iniciada no governo do Marechal Emílio Garrastazu Médici, em 1970, área no mar equivalente a 67% do território brasileiro, garantindo a segurança do trânsito de 95% do nosso comércio exterior, da obtenção de 95% do petróleo e 80% do gás gerado no nosso País. Atua protegendo, também, nossas águas da pesca ilegal e de atos de pirataria, além de agir em coordenação com outros órgãos para a preservação do meio ambiente. 
   No oeste, vemos ainda a Marinha atuando nos mais de 22.000km de vias navegáveis nas nossas bacias hidrográficas, levando assistência médica aos longínquos rincões do Pantanal e Amazônia, contribuindo para a proteção das nossas fronteiras, no combate à poluição dos nossos rios e na preservação das nossas Florestas. A Marinha está onde poucos conseguem chegar e, assim, leva além das cores da nossa bandeira, a esperança para os mais necessitados. 
   Ao sul, no continente antártico, a Força Naval está presente, desde 1982, contribuindo para as pesquisas científicas e garantindo nossa presença nos fóruns internacionais que tratam sobre aquela importante região do planeta. Em janeiro próximo, será inaugurada a nova Estação Antártica Comandante Ferraz, motivo de orgulho para todos os brasileiros. 
   A contribuição para o desenvolvimento nacional é uma das tarefas da Força Naval. O Programa Nuclear da Marinha e o Programa de Desenvolvimento de Submarinos avançam e trazem grandes conquistas. O Submarino Riachuelo, lançado ao mar em dezembro do ano passado, está realizando testes de aceitação, e, de acordo com o cronograma atual, um novo submarino será lançado ao mar, anualmente, até 2022, culminando em um futuro próximo com o Submarino com Propulsão Nuclear, necessário para a garantia da nossa soberania no mar. Devemos ainda ressaltar, que o arrasto tecnológico ocasionado por estes Programas irá afetar a vida de muitos, criando empregos e propiciando o desenvolvimento de diversos setores da nossa economia. 
   A construção dos Navios da Classe Tamandaré, a ser realizada em nosso País, também é digna de ser celebrada. A indispensável construção do núcleo do poder naval continua navegando em rumos seguros. Esses navios, além de fortalecer nossa capacidade de fiscalização da Amazônia Azul, irão envolver inicialmente mais de 50 empresas nacionais neste projeto, contribuindo, também, para o crescimento econômico e social do País. 
   No cenário internacional, como um dos vetores de nossa política externa, a Marinha ostenta nosso pavilhão. Suas atuações dignificam nosso Povo e colocam nosso País em um patamar de excelência, reconhecido mundialmente. A atual participação na Força Interina das Nações Unidas no Líbano, na qual lideramos o componente Marítimo, corrobora o alto grau de confiança depositado em nossos marinheiros. 
   Na era do conhecimento, os avanços científicos e tecnológicos condicionam o grau de prosperidade das nações e o bem-estar de suas sociedades. A Marinha vem contribuindo, também neste setor, acompanhando as especificidades do tempo em que vivemos, valorizando o seu capital humano, no qual tem investido continuamente para sua capacitação, adotando critérios que privilegia, sobretudo, o mérito. 
   Por fim, como Grão-Mestre, parabenizo todos aqueles que foram, por indicação da Marinha do Brasil, admitidos ou promovidos na Ordem do Mérito Naval. A distinção com a mais alta comenda da Marinha de Tamandaré é motivo de honra para todos os agraciados.
 Assim, por dever de justiça, apresento meus cumprimentos à Marinha do Brasil, incentivando a todos os marinheiros, fuzileiros e funcionários civis, nossos heróis de sempre, a continuarem cultuando os exemplos de Riachuelo, superando as adversidades e convergindo esforços para a manutenção da paz, bem-estar e liberdade do nosso povo.
 Viva a Marinha! Viva o Brasil!
 
JAIR MESSIAS BOLSONARO 
Presidente da República Federativa do Brasil

Time do CFN, Campeão do Torneio 7 de Setembro, 1974.

   Em pé: Virgílio, Vogas, Ernesto, Oldair, Ataíde e Andrade. Agachados: Douglas, Valdemar, Paulinho Mocidade, Furriel e Teles.

   Com informação e foto do Paulo Ernesto.

A mulher ciumenta. Para descontrair

Ciúme é uma merda...
   A mãe pede ao filho para ligar ao pai, no celular, avisando a hora do jantar.
- E aí? O que ele disse? Já vem?
- Já liguei três vezes, mãe, mas quem sempre atende é uma mulher.
- Deixa comigo! Aquele cachorro vai ver, quando chegar em casa!
Mal o pai aparece na frente da casa, a mãe parte pra cima dele e lhe aplica a maior surra, com tudo o que encontra à disposição: cabo de vassoura, frigideira, tampa de panela, guarda-chuva, pinico, rolo de massa e etc ...
Os vizinhos se aproximam para ver o que está acontecendo, mas encontram a mulher irada!
- Safado, cafajeste! Venha cá, filho! Diga aqui prá todo mundo o que foi que aquela piranha falou pra você no telefone!
- Ela disse:
“o número para o qual você ligou encontra-se desligado ou fora da área de cobertura”.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

IX Concurso de Crônicas – 2019

IX Concurso de Crônicas – 2019
Prêmio Academia Brasileira de Letras (ABL) / Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) “Rachel de Queiroz - Fuzileiros Navais - 2019”

Tema:
“Determinação: um dos valores essenciais dos Fuzileiros Navais”.
O tema proposto resume o princípio intrínseco que cada pessoa deve ter na persistência em alcançar os seus objetivos. A Determinação nos remete à necessidade de nos mantermos fiéis ao nosso planejamento e trilharmos com disciplina e tenacidade, foco e dedicação a nossa trajetória. É também ela que nos motiva, em tempos difíceis, a superar frustrações, manter o espírito perseverante e não perder a fé.

Inscrições:
03/06/2019 a 06/09/2019.

Cerimônia de premiação:
05/11/2019 às 15h, na Academia Brasileira de Letras.

Premiação:
Os alunos autores das três melhores crônicas do concurso serão premiados, cada um, com um “tablet” e receberão um diploma emitido pela ABL/CFN.

Participantes:
Estudantes que estejam cursando o 8° ou 9° ano do Ensino Fundamental, em estabelecimentos públicos e privados de ensino, no presente ano letivo, no Estado do Rio de Janeiro, devidamente orientados por um (a) Professor (a) do estabelecimento em que esteja matriculado.


terça-feira, 4 de junho de 2019

Apresentação pública da Banda Sinfônica do CFN

Banda Sinfônica do Corpo de Fuzileiros Navais
   - O Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais convida a Família Naval a assistir à apresentação pública da Banda Sinfônica do CFN, na Igreja de Nossa Senhora da Candelária, a ser realizada às 18h30 do próximo dia 05JUN2019. A entrada é franca.
   Mais informações poderão ser obtidas por meio do telefone: (21) 2126-5033 ou pelo “e-mail”: renato.almeida@marinha.mil.br.

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Nota de Falecimento - Suboficial PEDRO


   Com muita tristeza, comunico o Falecimento do Veterano Suboficial Refo Pedro Ribeiro de Souza, ocorrido na madrugada de Hoje 3/JUN/2019 (segunda-feira) no Hospital Naval Marcilio Dias (HNMD), onde se encontrava internado.
   O velório ocorrerá às 15 horas de amanhã 4/JUN na capela “E” Cemitério do Caju.
     O saudoso Pedro, apesar de ser da Armada, era Assessor da Diretoria Social da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileis Navais (AVCFN)
     Deixo aqui registrado sinceras condolências em nome da Associação Esportiva Saco e Maca (AESM), da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais (AVCFN), do Clube Beneficente dos Sargentos da Marinha (CBSM), em meu nome pessoal e de minha família aos familiares e amigos do saudoso Pedro.
     Que o Bom Deus com sua infinita misericórdia acolha sua alma com Glórias no Batalhão da Eternidade e conceda conforto aos seus familiares e amigos nessas horas de transição e dor.
   Convido os Veteranos da AVCFN a comparecerem no velório com a camisa Vermelha da nossa Associação, a fim de prestar às últimas homenagens ao saudoso Pedro, que tanto contribui para o engrandecimento dessa renomada Associação.
     Não temas, segue adiante
     E não olhes para trás
     Segura na mão de Deus e vai...!
     Por Lucio Lucena.
   Vice-Diretor de Comunicação da AVCFN, Editor do Blog do SM