terça-feira, 12 de janeiro de 2016

O Caipira e a Calcinha - Para descontrair...


Rosinha, uma moça da roça, foi convidada para uma festa em que teria de usar vestido, coisa que não costumava usar, pois andava só de calça comprida e sem calcinha.
Como não havia loja de roupas íntimas por perto, ela teve uma ideia: lembrou-se de que o armazém do vilarejo vendia sacos vazios.
Como ela costurava bem, faria sua própria calcinha!
Rosinha foi até lá, comprou um saco de pano, correu para a máquina de costura e confeccionou uma linda calcinha.
No dia da festa, vestiu a peça feita em casa, colocou o vestido e pegou um ônibus.
Como estava acostumada a usar calças compridas sentou-se num dos bancos como costumava, à vontade, de pernas bem abertas.
Em sua frente estava um caipira que não tirava os olhos de cima da moça. Passado algum tempo, Rosinha, irritada, perguntou ao sujeito:
- Qué que foi, seu caipira, nunca viu uma carcinha?
O matuto toma fôlego e responde:
- Óia moça, vê carcinha eu já vi, mas escrito "ração pra pinto" é a primeira veiz.

Um comentário:

Maurinho disse...

Muito bommmm. Parabéns